Vires.Finance é um protocolo de pools de liquidez que facilita a concessão de empréstimos com taxas definidas pelo equilíbrio do mercado.

O ano de 2021 foi um excelente começo para o Vires.Finance. O protocolo está ativo desde julho de 2021 (há 5 meses, 3 dos quais com uma campanha para os investidores iniciais) e o token $VIRES foi lançado em outubro de 2021. A liquidez acumulada excedeu 1B, com 360 milhões de tokens no contrato inteligente, no momento em que esse artigo foi escrito.

Gostaríamos de compartilhar no que trabalhamos nos últimos dois meses e discutir com mais detalhes as próximas etapas do que o descrito no artigo Tokenômica e Roadmap.

vTokens

vToken representa a participação do usuário no depósito total de um ativo. Após depositar ativos no protocolo, você pode exportar seu depósito como o equivalente vToken, caso queira transferir, negociar ou trocar sua posição de credor.

Tenha em mente que, ao exportar o depósito, na forma de vTokens, o sistema de contrato inteligente não poderá rastrear quem é o dono daquele depósito, logo:

seu poder de empréstimo é reduzido,vTokens não recebem VIRES como recompensa;

Ponte USDT e USDC para BSC e Polygon

Graças à equipe da Waves.Exchange, os tokens USDT e USDC podem ser transferidos da blockchain Waves. Fornecer liquidez ficou ainda mais fácil.

BSC e Polygon compatíveis com os gateways da waves.exchange

Integração Metamask

Lançamos o sistema do contrato inteligente Vires.Finance para o Waves Stagenet e integramos a Metamask em nosso ambiente de teste.

https://medium.com/media/b12144a99b7bd77645752664104eb3c2/href

Estamos na fase de ajustes: o formato do endereço Waves não corresponde ao tipo de endereço eth, exibido na Metamask, e o mesmo acontece para os IDs dos ativos. O uso de gateways significaria trocar de rede na Metamask diversas vezes. Esperamos tornar o processo o mais tranquilo possível.

A integração com a Metamask estará disponível na mainnet na próxima versão do nó Waves.

Estatísticas

Anteriormente, os usuários conseguiam ver o histórico apenas dos últimos sete dias, um período curto para formar uma opinião fundamentada sobre a tendência do mercado. Isso foi corrigido.

Visualização do histórico na página de detalhes do ativo

Governança: Bloqueando VIRES para obter gVires

Os dois pontos fundamentais para uma economia de token bem-sucedida são a governança do protocolo e a coleta dos resultados das decisões tomadas pelos eleitores.

Nos últimos dois meses, trabalhamos no gVires, a base da governança do protocolo.

O que é gVires?

gVires (g significa “governança”) é a unidade que mede o seu compromisso com o futuro do protocolo. Quanto mais Vires você bloquear e por mais tempo, maior será o seu comprometimento; quanto maior seu poder de voto, maior será o impacto pelas decisões tomadas.

Para obter gVires, será necessário bloquear VIRES. A base para o desbloqueio é a fórmula de redução da meia-vida. O gráfico a seguir ilustra a linha do tempo para desbloquear VIRES após o token ter sido bloqueado:

Exemplo do cronograma para desbloqueio para gVires

Descrevemos brevemente sobre a governança e o bloqueio no artigo Tokenômica e Roadmap.

Os aspectos técnicos, a mecânica de impulso e o raciocínio do algoritmo de meia-vida são assuntos para um artigo a parte — o objetivo aqui é compartilhar uma visão geral do progresso até agora.

Recursos em discussão

Colateral Protegido

O colateral protegido é um tipo de depósito que não disponibiliza os ativos para empréstimo. Depositar um ativo com colateral protegido torna-o não passível de empréstimo por outros participantes; portanto, ele sempre pode ser retirado (com o fator de saúde > 5%). Embora com uma restrição maior, isso seria um acréscimo ao vToken: colateral protegido não pode ser emprestado, portanto, não ganha APY do empréstimo, nem recompensa pelo fornecimento de Vires. No geral, esse recurso faz sentido ao emprestar e tomar emprestado em termos de integridade: se você levar uma joia (ou um NFT) para uma casa de penhores, você não espera que sua joia seja emprestada para outra pessoa e não esteja disponível para você quando for pegá-la novamente.

Adicionando Novos Ativos

Vamos chamar os ativos líquidos e negociáveis ​​de forma eficiente (mesmo em grandes quantidades) de “ativos grandes” (cada ativo listado é considerado “grande”). E vamos chamar os ativos que vivem apenas dentro da blockchain Waves ou que não são negociados ativamente de “ativos pequenos”.

A integração de ativos pequenos é complicada: é difícil obter um feed de preço justo, é difícil definir um fator de garantia correto sem tornar o “ativo pequeno” inútil como colateral e, além disso, o empréstimo de “grandes ativos” utilizando “pequenos” como garantia assusta os “grandes” fornecedores de liquidez (por exemplo, e se os liquidatários quebrarem devido às condições do mercado?).

No entanto, ficar com “ativos grandes” se torna um problema de escala para todos os protocolos de empréstimo. Portanto, os riscos dos “ativos pequenos” devem ser transparentes e limitados. Veja como eles podem ser resolvidos:

Feed de preços para ativos pequenos: a abordagem “AMM como oráculo” pode ser a única solução.Limites para empréstimo e fornecimento de ativos pequenos.Isolamento dos riscos.

Vamos discutir o Isolamento.

Abordagem 1: todos os ativos pequenos utilizando USDN como garantia. Depositar ou pegar emprestado um ativo pequeno impediria que você interagisse com qualquer mercado, exceto o de USDN. Você só poderia pegar emprestado um “ativo pequeno” utilizando USDN como garantia e só poderia pegar emprestado USDN usando um “ativo pequeno” como garantia para cada conta.

Abordagem 2: mercados isolados. Um novo mercado é criado para cada par de tokens supply-borrow. Se você entrar nesse mercado, você entende os riscos, e ninguém mais (exceto quem está nesse mercado) está sujeito a isso.

A abordagem de “mercados isolados” é mais baseada em princípios: se você não está nesse mercado, esses problemas não são seus. No entanto, isso cria uma fragmentação: pode-se criar diversos pares, e o mesmo ativo, digamos USDT, pode ser fornecido por VIRES no mercado isolado VIRES-USDT, assim como na grande pool de WAVES-USDT-USDN-USDC- EURN-BTC-ETH.

Qual sua opinião sobre o assunto? Fale conosco!

Programa de referência

Referências em criptomoedas são complicadas. Os usuários imediatamente começam a abusar da natureza descentralizada dos protocolos, referindo-se a si mesmos por meio de endereços adicionais. O token gVires, discutido acima, pode ser parte de uma solução interessante nesse caso: o token bloqueado não pode ser transferido. Continuaremos a avaliar essa ideia e convidamos vocês a fazer parte do processo.

Linha do tempo

Como estamos comprometidos com as regras e parâmetros do token VIRES, que não podem ser alterados até meados de janeiro, mal conseguimos segurar a empolgação com o lançamento do gVires. Mas estamos felizes em usar as semanas que restam para aprimorar a interface, realizar testes adicionais e revisar o contrato inteligente.

O que fazer?

Forneça liquidez para as pools, ganhe e faça stake de VIRES, siga o protocolo nas redes sociais para saber das últimas atualizações e participe das discussões sobre o futuro do Vires.Finance:

TwitterCanal de anúncios do TelegramGrupo de suporte do TelegramFórum de governança Vires.Finance

Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram